15 Post(s) em "Subjetividade"


Fernanda Bruno no XIX ISA World Congress of Sociology

Coordenadora do MediaLab.UFRJ participa de sessão sobre The Culture of Surveillance: Watching as a Way of Life, livro mais recente de David Lyon, e da mesa de apresentações Surveillance Society: Power, Conflict and Solidarity. Thinking through the Electronic Eye Nesta segunda-feira (16/07), no XIX ISA World Congress of Sociology, Fernanda Bruno participa do Author Meets Critics: The Culture of Surveillance: Watching as…

Leia mais

#Dobras9 // Cálculo de personalidade: astrologia ou psicometria?

Por Paulo Faltay Seria o Big Data a nova astrologia? Ou quais semelhanças podemos apontar entre o horóscopo, as casas do zodíaco, e as técnicas de profiling, os perfis computacionais construídos a partir da vasta coleta de dados digitais sob gestão e análise algorítmicas? A ressalva: não irei avaliar a legitimidade e validade da astrologia, ou da ciência de dados,…

Leia mais

#Dobras8 // VAR: COPA DO MUNDO E VIGILÂNCIA

POR VICTOR VICENTE* A fase de grupos da Copa do Mundo chegou ao fim e já dá para afirmar com tranquilidade que o protagonismo da competição não foi do Neymar, Cristiano Ronaldo ou Messi. Quem ajudou a definir as principais jogadas, a figura decisiva nos lances mais emocionantes, não tem pernas malhadas, não corre muito mais do que você, nem…

Leia mais

#Dobras5 // Algoritmização da vida: revirando os fundamentos da automação

Por Lorena Regattieri   Algoritmos não são objetos autônomos, mas são modelados pela ‘pressão’ das forças sociais externas. O algoritmo deixa ver a dimensão maquínica das máquinas informacionais, contra as interpretações simplesmente ‘linguísticas’ das primeiras teorias da mídia. De todo modo, dois tipos de máquina informacional ou algoritmo atuam diferentemente: algoritmos para traduzir informação em informação (quando se codifica um…

Leia mais

#Dobras3 // ALGORITMOS DA PARANOIA: AGÊNCIA, SUBJETIVIDADE E CONTROLE

Por Paulo Faltay   “O algoritmo do Tinder mudou, tenho certeza! Meus matches diminuíram consideravelmente nas últimas semanas depois da atualização”. As frases são de uma conversa com um amigo que procurava demonstrar como a recente queda no número de combinações amorosas estaria relacionada a uma estratégia deliberada para incitar e manter pessoas conectadas ao aplicativo. O que me interessa…

Leia mais

zine #único ed.cryptorave subversão algorítmica

Na última CryptoRave, o MediaLab.UFRJ trabalhou com o tema “A economia psíquica dos algoritmos: atenção, emoção e persuasão”. Para dar um tempero na nossa apresentação, montamos o zine #único ed.cryptorave subversão algorítmica [baixe clicando no nome], a tática é clandestina e também promove a partir de intuições e imagens um pensar sobre as posições, subversões e experiências de desapropriações de saberes, técnicas e…

Leia mais

#Dobras1 // Vigilância e repressão sobre a imprensa operária carioca no século XX: o caso das gráficas do PCB

Por Wilson Milani   Os agentes policiais cuidaram da composição da imagem. É como se provas irrefutáveis de um crime estivessem sendo expostas. Um olhar e uma atenção vigilantes se dedicam a documentar a cena, organizando o campo visual de modo a extrair dele o máximo possível de informação. Uma narrativa de “subversão” e “perigo” é construída pela disposição mais…

Leia mais

MediaLab na CryptoRave 2018

MediaLab.UFRJ na CR: A Economia Psíquica dos Algoritmos O MediaLab.UFRJ participou da CryptoRave, no dia 05/05 (sábado), na sala Edward Snowden, com a palestra: "A economia psíquica dos algoritmos: atenção, emoção e persuasão". Abaixo, a descrição completa:  Já habituados ao monitoramento e análise cotidianos de nossas condutas online, os algoritmos que disputam a nossa atenção nas plataformas sociais miram as nossas…

Leia mais

Quase um tique: economia da atenção, vigilância e espetáculo a partir do Instagram

Nosso tempo e nossa atenção são, cada vez mais, capturados por tecnologias que passam a fazer parte de nossos hábitos cotidianos. Empresa, aplicativo e rede social, o Instagram é um dos dispositivos que opera segundo os princípios da economia da atenção. Nesta capitalização da atenção, é imprescindível formar hábitos de uso de serviços ou produtos de modo a manter os…

Leia mais