A MILITARIZAÇÃO DA VIDA // CONVERSA-EM-ATO DE LANÇAMENTO DO LIVRO O ABISMO NA HISTÓRIA, DE EDSON TELES

Na quarta 02 de maio,o MediaLab.UFRJ, o Escritas – laboratório de Filosofia, gênero e psicanálise, a Lavits  e a Alameda Editorial convidaram para a conversa-em-ato de lançamento do livro O abismo na história, de Edson Teles, na Sala Celso Lemos, IFCS/UFRJ.

Abismos na história

Entre o desejo por uma democracia e a repetição de inúmeras estruturas autoritárias, abriu-se um abismo no conhecimento da história. Quanto mais se passaram os anos pós ditadura, mais se sedimentou a certeza da impunidade da violência de Estado. Com a astúcia própria à lógica de governo, os sucessivos representantes da sociedade trataram de criar mecanismos bifrontes capazes de produzirem algum alívio ao sofrimento social, ao mesmo passo em bloqueavam as tentativas de transformação social. Gestados durante anos, os estado de exceção produziram violência, mortes e o declínio das práticas democráticas. As formas de uma segurança pública militarizada, criaram como alvo o “inimigo interno”: negros, mulheres, indígenas, ativistas, pessoas lgbt+ e quem se coloca fora das normas e da ordem.

Edson Teles Professor de Filosofia Política na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Militante da Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos da Ditadura e ativista das resistências aos modos autoritários de gestão da vida. Costuma lançar seu corpo às ruas em dias de manifestações. Interessa-se em compreender os processos políticos brasileiros, bem como os saberes emergentes de lutas por uma vida digna, pelos quais é afetado e nos quais realiza espécies de etnografias da ação política.


Os comentários estão desativados.