Artigo // “The Dividual: Digital Practices and Biotechnologies”, de Fernanda Bruno e Pablo Manolo Rodríguez

14 de outubro de 2021
Publicado na revista Theory, Culture & Society, o artigo “The Dividual: Digital Practices and Biotechnologies”, de Fernanda Bruno e Pablo Manolo Rodríguez. O artigo fica apenas alguns dias como “Online First”, ou seja, com acesso liberado para leitura e download. Abaixo o resumo em português: Resumo Este artigo revisita o conceito de dividual, partindo do diagnóstico de Deleuze sobre a relevância que as práticas dividuais ganharam com o advento da biotecnologia e da cultura digital. Embora concordemos com este diagnóstico, destacamos as intersecções entre o dividual e o individual tanto na Modernidade como no presente. O dividual contemporâneo está em tensão com o indivíduo moderno, mas não como uma substituição, divisão ou duplicação do indivíduo. Em vez disso, formulamos uma composição dividual-individual complexa, com foco em biotecnologias, cultura digital e capitalismo financeiro. Seguindo uma abordagem foucaultiana, entendemos essa composição como resultado de tecnologias de poder e de certos modos de subjetivação. Em diálogo com a teoria da individuação de Simondon, sugerimos que o dividual participa de um novo modo de subjetivação que pode ser denominado uma “dividuação” no contexto de experiências mediadas tecnologicamente.

Os comentários estão desativados.